7 de janeiro de 2017

Adorno: Educação após Auschwitz

Educação após Auschwitz foi uma palestra transmitida na rádio de Hessen, em 18 de abril de 1965, publicada em Zum Bildungsbegriff der Gegenwart, em Frankfurt, no ano de 1967. Filósofo da Escola de Frankfurt, adepto da Teoria Crítica, traz-nos em Educação após Auschwitz a questão da barbárie humana. O próprio nome do texto faz referencia direta ao principal campo de concentração da Alemanha Nazista. A preocupação exposta no texto por Theodor Ludwig Wiesengrund-Adorno, com as devidas resalvas históricas, parece encaixar perfeitamente no momento atual, tanto do país quanto do mundo 

EDUCAÇÃO APÓS AUSCHWITZ

A exigência que Auschwitz não se repita é a primeira de todas para a educação. De tal modo ela precede quaisquer outras que creio não ser possível nem necessário justificá-la. Não consigo entender como até hoje mereceu tão pouca atenção. Justificá-la teria algo de monstruoso em vista de toda monstruosidade ocorrida. Continue lendo

Anúncios
5 de janeiro de 2017

Cinema: entrevista de Ken Loach

Entrevista feita ao El País. O filme Eu, Daniel Blake, que estreia nesta quinta-feira nos cinemas do Brasil, é a história de um homem bom abandonado por um sistema mau. Um trabalhador honrado sofre um ataque do coração que o condena ao repouso.


Sem renda, solicita apoio do Estado e se vê enroscado em uma cruel espiral burocrática. Esperas absurdas ao telefone, entrevistas humilhantes, formulários estúpidos, funcionários desprovidos de empatia por causa do sistema. Kafka nos anos de austeridade. Nessa espiral desumanizadora Daniel encontra Katie, mãe solteira de dois filhos, obrigada a se mudar para Newcastle porque o sistema diz que não há lugar para alojá-los em Londres, uma cidade com 10.000 moradias vazias. Continue lendo

26 de dezembro de 2016

Espuma de metal resistente a projétil

metal-foam-tech-00
O material, muito mais leve do que placas de metal, pode ser usado para criar novos tipos de coletes ou na composição de veículos, tornando-se uma forma ainda mais eficiente de salvar pessoas de acidentes.

A força dos CFMs (Composite metal foams, que significa espumas metálicas compostas em português) ficou provada em um teste feito com o material. O disparo de um projétil de 7,62 x 63 milímetros contra a espuma feita de metal, seguindo procedimentos do Instituto Nacional de Justiça dos Estados Unidos (NIJ, em inglês), simplesmente espatifou-se. Continue lendo

26 de dezembro de 2016

Entenda a crise Síria olhando a história

Vídeo sugerido pelo amigo Allysson Barbosa, resume muito bem a história da região onde hoje é a Síria, colocando um ponto de vista atual sobre a crise. Como complemento sugiro o filme Lawrence da Arabia.

26 de dezembro de 2016

Nova teoria questiona a matéria escura.

bigbang
O holandês Erik Verlinde acaba de provocar um pequeno terremoto ao declarar que a matéria escura não existe e questionar Einstein e sua Teoria da Relatividade. A proposta desse físico teórico, da Universidade de Amsterdã, despertou suspeitas entre vários colegas seus, ao passo que outros admitem que sua ideia é interessante.

A imensa maioria dos especialistas considera que a relatividade einsteiniana e as leis formuladas por Isaac Newton há mais de três séculos contribuem para uma melhor explicação do universo, e quase todas as observações e experiências feitas até hoje, incluindo as ondas gravitacionais descobertas neste ano, lhes dão razão. Continue lendo

Tags:
22 de dezembro de 2016

Previdência: a natureza do sistema de repartição

Um bom texto para auxiliar no debate sobre a reforma da previdência que se avizinha. Uma análise que tira o debate da idéia rasteira, onde se justifica as mudanças com um simples cálculo matemático, e o coloca num patamar mais adequado! Artigo do Economista e Professor Carlos Pinkusfel Bastos, da UFRJ, publicado originalmente no site Brasil Debate.

A questão da previdência pública e a natureza do sistema de repartição

Uma vez compreendido que a previdência é um sistema de contribuição e transferência em dado período de tempo, e não um sistema de seguro intertemporal, revelam-se a possível natureza redistributiva que envolve seu debate e os ataques que sofre por setores da sociedade

A questão da previdência entrou definitivamente no centro do debate político e econômico como um elemento importante da agenda de reformas conservadoras. Tal discussão oscila entre debates contábeis, ideológicos e até demográficos. Sem diminuir a importância de tais questões, é curioso notar que, ao se tratar de um tema eminentemente econômico, o que menos se observa é, exatamente, o aprofundamento do debate, e confronto de ideias, segundo abordagens teóricas distintas. Continue lendo

9 de dezembro de 2016

A nova aposentadoria

Texto do professor Fernando Nogueira da Costa, da Unicamp. A reforma proposta pelo governo não eleito e sem legitimidade política na Previdência Social fará o brasileiro trabalhar mais tempo para, em muitos casos, receber uma aposentadoria menor do que a assegurada pelas regras em vigor, se a ala golpista do Congresso aprovar as mudanças. Só não fará isso se houver imensa pressão social contra esses congressistas oportunistas.

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição), apresentada no dia 6 de dezembro de 2016, define idade mínima de 65 anos e 25 anos de contribuição como condições para a aposentadoria de todos os trabalhadores, homens ou mulheres, incluindo funcionários públicos. Continue lendo

26 de novembro de 2016

Fidel: morre o homem fica o mito

Morre aos 90 anos Fidel Alejandro Castro Ruz. Independente da opinião que se tenha sobre Fidel Castro, com certeza é um personagem que participou ativamente da história do século XX e não como um mero coadjuvante. É um dos raros homens que não será esquecido, seja por admiração, ódio ou respeito. 

“A revolução não é um leito de rosas. Revolução é a luta até a morte entre o futuro e o passado”  — 1961 

Tags:
6 de novembro de 2016

ENEM 2016

Gabarito da prova de Humanas. A ordem das respostas estão de acordo com a prova Branca. 

1-D.  2-C.  3-E.  4-C.  5-B.  6-A.  7-A.

8-A.  9-D.  10-C.  11-B.  12-B.  13-E. 

14-C.  15-A.  16-E.   17-D.   18-C.  19-E

20-D.  21-D.   22-A.  23-C.  24-C.  25-B

26-D.  27-D.  28-A.  29-C.  30-E.  31-D

32-D.  33-B.  34-A.  35-D.  36-B.  37-C

38-A.  39-D.  40-E.  41-C.  42-B.  43-C

44-E.  45-E

Tags:
20 de setembro de 2016

Discurso Sobre a Servidão Voluntária

etiennePublico aqui o texto (em formato livro) de Etienne de La Boétie que morreu aos 33 anos de idade, em 1563. Deixou sonetos, traduções de Xenofonte e Plutarco e o Discurso Sobre a Servidão Voluntária, o primeiro e um dos mais vibrantes hinos à liberdade dentre os que já se escreveram.

Toda a sua obra ficou como legado ao filósofo Montaigne (1533 – 1592), seu amigo pessoal que, diante de uma primeira publicação – pirata – do Discurso em 1571, viu-se obrigado a se pronunciar a respeito da Obra, que procura minimizar em seus efeitos apodando-lhe o epíteto de “obra de infância” e “mero exercício intelectual”. Montaigne, com todo o seu inegável brilho intelectual, era um Homem do Estado e disso não escapava.
Continue lendo